Sábado, 4 de Dezembro de 2004

Países( muito) baixos

Neste Sábado à tarde vi uma reportagem na SIC Notícias que me chocou. No País das Tulipas, a Holanda, os "recém-nascidos" nascidos até ás 25 semanas de gestação, não vão para os cuidados intensivos, não vão para as incubadoras, mas são deixadas morrer na presença dos pais. Esta Lei apareceu porque as hipóteses de sobrevivência destas crianças são poucas e quando sobrevivem normalmente têm um QI mais baixo que as outras crianças, apesar de a maioria irem para as escolas primárias normais e acabam por se adaptarem. A reportagem apresentou crianças muito precoces nos Estados Unidos que sobreviveram com 23 semanas de gestação e seis anos depois são crianças normais, apesar de outras apresentarem um certo atraso intelectual.

Fiquei a saber que a Holanda ( Países Baixos) é o único País do mundo onde isto se verifica, mas já há mais dois ou três países que admitem importar estas medidas.

Segundo esta Lei, mesmo que os pais exijam ajuda médica para salvar a sua criança precoce, os médicos não são obrigados a isso e podem deixar o recém nascido morrer.... o que tem sido prática habitual. Uma mãe chegou a desabafar "Eu era capaz de matá-los" referindo-se aos médicos.

Isto é INFANTICÍDIO, isto é HOMICÍDIO
publicado por Paulo do Porto às 19:23
link do post | comentar | favorito
|
21 comentários:
De Anónimo a 9 de Dezembro de 2004 às 01:50
Estou de boca aberta, não ouvi a notícia e francamente: não será isso mais um furo jornalítico? É que não dá mesmo para acreditar.wearetwo
(http://longedamultidao.blogspot.com)
(mailto:wearetwo22002@yahoo.com.br)
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2004 às 17:38
Não vejo qual o problema. Não há nada melhor que em fetozinho de 5 meses assado na brasa! Ou então um prematuro de 24 semanas! É uma delícia! Já provaram?manekas
</a>
(mailto:manekas54@hotmail.com)
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2004 às 11:23
ALEX: Como diz o Vasco, entre o aborto e isto não há diferença nenhuma...Vitor Costa Lima
(http://alfabeta.blogs.sapo.pt)
(mailto:vmncl@hotmail.com)
De Anónimo a 8 de Dezembro de 2004 às 11:21
Que seria de esperar, quando se liberaliza o aborto à la carte? No fundo é só uma questão de lugar: dentro do útero ou fora do útero...Vasco Castro Lopes
(http://eisohomem.blogs.sapo.pt)
(mailto:vmncl@hotmail.com)
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 13:53
A vida é cronicamente irónica. Um dia, cedo ou tarde, quem inventou e compactuou com essa lei idiota vai ver-se apanhado por ela. Quando tiver um filho, neto, sobrinho seu nas mãos, pacientemente à espera do seu último suspiro, dará valor e razão aos pais que desesperadamente lutam pelo direito à vida dos seus filhos.Blue Wing
(http://translucencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:bluewing@sapo.pt)
De Anónimo a 7 de Dezembro de 2004 às 13:07
QUE HORROR! mas como é? estamos a evoluir ou a regredir? 5 milhoes de evoluçao para isto??? E logo na holanda que era um dos meus paises preferidos...madness
(http://www.unknownpoets.blogs.sapo.pt)
(mailto:madness@portugalmail.com)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 20:52
Confesso o meu desconhecimento: Não sabia deste facto mas.......acho-o horroroso! Significa que os médicos neste país não têm a NORMAL função de um médico...(salvar vidas)
Obrigada pelo esclarecimento e tb pela visita que fizeste ao meu blog. Abraçodocerebelde
(http://docerebelde.blogs.sapo.pt)
(mailto:DoceRebelde@hotmail.comO)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 18:33
k horror, os pais é k tem k decidir s kerem ou n ajuda, n é os tribunais..k estupidez, alem do mais k eu saiba os medicos existem p salvar vidas e n p as deixar morrer =\ verdinha
(http://www.osmeussegredos.blogs.sapo.pt)
(mailto:verde_girl@hotmail.com)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 18:30
Que mundo este!! Não sabia disso e fico chocada com essas desumanidades. tenho um primo q, a ser assim em Portugal, não seria hoje o melhor aluno da turma, apenas porque nasceu prematuro e com 900 gr. O q me surpreende é terem conseguido que ele sobrevivesse há 18 anos atrás!morgana
(http://www.whattalife.blogs.sapo.pt)
(mailto:as2114532@sapo.pt)
De Anónimo a 6 de Dezembro de 2004 às 18:13
olha... nem tenho palavras... sonia
(http://horasnegras.blogspot.com)
(mailto:soniadealmeida@sapo.pt)

Comentar post