Sábado, 31 de Dezembro de 2005

2006

Vai começar 2006 e espero que seja um ano muito agradável para todos. As eleições presidenciais são a 22 de Janeiro e eu apresentarei quase todos os dias a minha opinião sobre a campanha e os candidatos, pelo que pelo menos até 20 de Janeiro este blog terá um toque diferente. A razão acontece porque entendi que desta vez estas eleições são as mais importantes desde as legislativas de 1987 ( ano em que Cavaco ganhou a primeira maioria absoluta).


 Sejam bem vindos a 2006 e ao debate político.

publicado por Paulo do Porto às 18:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 13 de Dezembro de 2005

tempos de mudança

Nas últimas semanas tem surgido notícias que me deixam preocupado, embora com paz de espírito, porque sempre procurei compreender o mundo e as pessoas e o seu colectivo. O espírito consumista da época, numa altura em que vivemos a festa pagã chamada natal, os portugueses e os terráquios continuam na sua rota descendente. Não tenho a intenção ( nunca tive) que este blog, fosse um blog do tipo negativo, ou de protesto, mas sim um espaço de reflexão e de abrir caminhos à mudança. Como eu já disse muitas vezes, é tudo uma questão de atitude e valores perante nós e os outros. Se os humanos quiserem encontrar um caminho mais seguro, terão que mudar as atitudes, mudar o seu espírito, mudar o seu íntimo. É sempre uma derrota para a humanidade tentar derrotar a violência com violência. Por isso, as notícias sobre execuções nos Estados Unidos são uma derrota. Os indícios de práticas de tortura são preocupantes. O mundo ocidental não está a aguentar a pressão dos seus próprios erros e não está a ter coragem.


 Nos tempos que correm não pode haver lugar para o meio termo. Ou se está do lado dos direitos humanos, ou está-se do lado errado da história. Este é um tempo de decisão. Um tempo único da história. Muitos dos sábios e profetas do antigamente desejariam viver este tempo, um tempo de decisão e de escolha, um tempo de fractura. A luta já começou e agravar-se-á sempre mais e mais, de modo a deixar em todos nós pouca confiança. No fim parecerá o triunfo completo do mal sobre o bem, mas aqueles poucos que permanecerem firmes, formarão um novo núcleo ...


Este é também um tempo em que se requer audácia e frontalidade. É preciso dizer sempre a verdade, mesmo que doa. O mundo precisa de um "sinal de contradição".

publicado por Paulo do Porto às 19:34
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

.pouco de mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

.pesquisar

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Obviamente Nao

. ...

. Meguido

. Um mês diferente

. Mulheres Feministas

. Oásis

. deserto

. Espelho especial

. Tenhamos Fé

. 2º parte - provas que Jes...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Maio 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

.favoritos

. O animal humano

blogs SAPO

.subscrever feeds