Terça-feira, 14 de Setembro de 2004

Turquia (quase) na União Europeia - E agora?

A Turquia é um dos países mais sérios candidatos a entrar num futuro novo alargamento da União Europeia. Este facto levanta vários problemas que as altas esferas politicas europeias nunca tiveram coragem de discutir ao mais alto nível;

- Primeiro constata-se que apenas 5% do seu territorio pertence ao continente europeu; - A cultura turca é sobretudo islâmica e com uma população de 80 milhões de pessoas, sendo que desse modo se juntarmos aos outros povos islâmicos e árabes ( incluindo a emigração ) de outras partes do globo, ficariamos com mais de 100 milhões de pessoas de cultura não ocidental como sendo cidadãos europeus . - Há ainda o problema eterno do povo Curdo e o seu "Curdistão" e a fronteira com países como o Iraque ou Síria.

Evidentemente que não está aqui razões de raça, até porque temos o exemplo dos Estados Unidos ou o Brasil como nações de sucesso, apesar das diferenças da côr de pele( veja-se o espantoso sucesso dos negros nos EUA) o que prova que é possivel a convivência neste aspecto, desde que devidamente integrados na Cultura ocidental .

Todavia a Europa baseia-se numa cultura " tipo ocidental" e " Judaico-Cristã ", e foi nessa base que foi construído aquilo a que chamamos "os valores do ocidente". Agora imagine-se que a manter-se o actual crescimento demográfico da população islâmica e sua emigração para a Europa; e exactamente o oposto - diminuição da população - dos povos " judaico-cristãos" na Europa - dentro de 200 anos poderemos ter uma maioria de cidadãos europeus de origem Árabe ou do Islão!

Sabem o que pode acontecer? O dia de Natal deixará de ser feriado e irá ser substituído por exemplo pelo Ramadão.... e acontecerá à Europa o que aconteceu à Bosnia e Kosovo.
( Kosovo que há 500 anos tinha uma população muçulmana de 10%, sendo hoje 90%)

E o que vocês pensam disto?
publicado por Paulo do Porto às 22:59
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 13:11
(continuação)
Quanto à entrada da Turquia, o único estado laico ex-muçulmano, nega-la diz muito sobre o que se pretende venha a ser a União Europeia. Se se pretender que a UE seja um espaço de liberdade e desenvolvimento com respeito pelas culturas de cada um dificilmente nos podemos opor à adesão da Turquia.
A não ser que o que se pretenda seja que a UE seja um estado contralizado com um total desrespeito pelas culturas de cada um.
Portanto, antes de discutirmos a adesão da Turquia convém que se chegue à conclusão do que é que se pretende para a UE.O Raio
(http://cabalas.blogspot.com)
(mailto:cabalas@gmail.com)
De Anónimo a 19 de Outubro de 2004 às 13:07
Estas opiniões anti-turcas são interessantes e muito reveladoras.
Primeiro baseiam-se em erros históricos. A religião muçulmana sempre foi muito mais tolerante do que a cristã. Ou já nos esquecemos de quem é que inventou a Inquisição.
Actualmente os países ex-cristãos parecem mais tolerantes do que os muçulmanos porque deixaram de ser cristãos. São estados laicos.
(continua)O Raio
(http://cabalas.blogspot.com)
(mailto:cabalas@gmail.com)
De Anónimo a 30 de Setembro de 2004 às 18:27
ta xo amei.....;;;;;;pgabi
</a>
(mailto:Gabi_zinhaa@hotmail.com)
De Anónimo a 18 de Setembro de 2004 às 14:35
para nos, europeus, o natal sera' sempre natal!!Nao aprecio muito a cultura deles...jinhos e bom fdstulipa
(http://www.torraodeacucar.blogs.sapo.pt)
(mailto:isari1@sapo.pt)
De Anónimo a 17 de Setembro de 2004 às 17:20
cultara=cultura....desculpe-me o erro no port....é que escrever rápido demais...no serviço...sempre ocorrem falhas...rs....outra coisinha: a Turquia na União Européia...não sei...é meio estranho...ainda não tenho uma idéia fixa sobre isso...o problema é será que isso é bom ou mal para o mundo?!?!?!Bibi
(http://liberdadexprecion.blogs.sapo.pt)
(mailto:bibi_designer@hotmail.com)
De Anónimo a 17 de Setembro de 2004 às 17:13
Adorei seu artigo....acho q expandir cultara é uma coisa...mas fazer com que ela prevaleça é errado...cada um tem direito de seguir o que quizer....sobre aquele artigo contra o Mc Donald's...ele já está no meu blog...demorou mas chegou...dá uma pulo lá...blz!!!!Bibi
(http://liberdadexprecion.blogs.sapo.pt)
(mailto:bibi_designer@hotmail.com)
De Anónimo a 16 de Setembro de 2004 às 19:32
Esclareço que o que está em causa é saber se a Turquia deve pertencer à Europa ( apenas 5% do território pertence ao continente europeu)Mas eu por exemplo nem me oponho que dentro de várias décadas a BOSNIA entra na UNIÂO.Nova vida ( autor do blog)
(http://novavida.blogs.sapo.pt)
(mailto:Paulossr@sapo.pt)
De Anónimo a 16 de Setembro de 2004 às 15:40
Bom Snr. Funcionário público, uma coisa lhe posso garantir, não sou própriamente uma enciclopédia ambulante, é por essa razão que porcuro apoiar as minhas conclusões no que observo e leio, de preferência não de forma abrupta, já que considero que a precipitação leva muitas vezes ao erro. Também eu sou muito desconfiado relativamente à comunicação social. No entanto, a liberdade de expressão e o direito à informação parecem estar bem mais evoluidos nas sociedades ditas capitalistas. Repare que essa coisa do "monstro capitalista" é uma história quase tão antiga como a civilização. Não é um fenómeno recente - apenas facilita o modo de vida dos homens, principalmente para aqueles que estão dispostos a trabalhar. Se é justo? Injusto é tomar à força aquilo que os proprietários não querem dar - a isso chama-se roubo. E repare que eu não sou própriamente rico, compreendo perfeitamente as agruras da necessidade...
Quanto à igualdade, pergunta-se - nascem ou não os homens iguais por natureza? Será que Einstein já trazia com ele todo um potencial genético? Quanto ao fanatismo, pergunto-lhe - prefere deixar-se manipular pelas fontes de informação Islamicas? Somos nós que escolhemos e seleccionamos os temas das nossas convicções. Pelo menos no Ocidente ainda assim é. É que os meus olhos veêm quase diariamente os olhos marejados das vitimas inocentes desses perpretadores de cultos que o Snr. considera menos fanáticos do que os Ocidentais. Deus me livre de um dia ser apanhado pelas suas iniquidades. Que lideres são esses que enviam os seus protegidos ao encontro da morte? E que máquina de propaganda é essa que manipula a mente humana de forma tão deplorável? Eu sou mais do que simples carne para Bomba - antigamente dizia-se canhão.
Relativamente ao direito à diferença ou ao direito à igualdade que o Snr. confunde no seu post, aconselho-o a decidir-se,... Mas reflicta bem em todas as implicações que tal raciocínio implica...Paulo Leote
(http://nathum.blogs.sapo.pt)
(mailto:pauloleote@hotmail.com)
De Anónimo a 16 de Setembro de 2004 às 09:57
o sr. paulo leote desculpe-me mas revela uma grande ignorância sobre a história das religiões. «os musulmanos tendem a não aceitar outros valores religiosos»? onde ouviu isso? nas notícias da CNN? o islamismo sempre foi considerado muito mais tolerante que o catolicismo. o facto de haver extremistas - sem dúvida condenáveis - não quer dizer que a maioria o seja. se visitar um país marcadamente islâmico, notará que a dedicação à religião não é muito diferente da que existe num país católico, i.e., a maioria das pessoas não liga nada à religião, alguns acreditam mas não praticam, e poucos a praticam. o facto é que as sociedades ocidentais são sobretudo alimentadas pela comunicação social distorcida que lhe é prórpia.
a verdadeira questão da turquia não é o seu povo, mas sim os seus líderes, esses sim a roçar o fanatismo. se a democracia existisse, o povo já lá teria posto quem fizesse valer os valores dos direitos humanos, das liberdades individuais e da igualdade entre todos.
depois, outra questão: primeiro era portugal acima de tudo, contra a europa. agora que já não há volta a dar (e muitos lucraram com a europa) é europa acima de tudo contra o resto do mundo.
isso é sintomático de uma falta de abertura de espírito e de tolerância para com a diferença.
quero lá saber se se chama CEE ou UE ou Europa (até se começou por chamar Comunicade Europeia do Carvão e do Ferro...). o que interessa verdadeiramente, é que outros (tantos quanto possível) entrem num projecto que - quero muito acreditar - ainda tem valores humanistas que não são subjugados ao capitalismo desenfreado.o funcionário publico
(http://ofuncionariopublico.blogs.sapo.pt)
(mailto:ofuncionariopublico@sapo.pt)
De Anónimo a 16 de Setembro de 2004 às 02:32
?Paulo Leote
(http://nathum.blogs.sapo.pt)
(mailto:pauloleote@hotmail.com)

Comentar post

.pouco de mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 3 seguidores

.pesquisar

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Obviamente Nao

. ...

. Meguido

. Um mês diferente

. Mulheres Feministas

. Oásis

. deserto

. Espelho especial

. Tenhamos Fé

. 2º parte - provas que Jes...

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Maio 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

.favoritos

. O animal humano

blogs SAPO

.subscrever feeds